• Magictour

Reino Unido irá retirar medidas de restrição à Covid-19 gradualmente, diz Boris Johnson

Segundo o primeiro-ministro, onda da variante Ômicron atingiu o pico e as pessoas não serão mais obrigadas a usar máscaras.

As pessoas na Inglaterra não serão mais obrigadas a usar máscaras em qualquer lugar ou trabalhar em casa a partir da próxima semana, disse o primeiro-ministro Boris Johnson nesta quarta-feira (19). Ele acrescentou ainda que os cientistas acreditam que a onda de coronavírus da variante Ômicron atingiu o pico nacional.

Johnson também disse que, embora as pessoas ainda sejam obrigadas a se isolar em caso de contaminação, ele queria eventualmente remover a exigência antes de março.

Em declarações nesta quarta-feira (19), Johnson afirmou que as medidas foram possíveis devido à campanha de vacinação e a forma como “o público respondeu” às medidas do governo. Segundo Boris, 90% das internações que ocorreram no período foram de pessoas não vacinadas.

O certificado de vacina deve deixar de ser exigido em alguns eventos.

As restrições foram colocadas na Inglaterra em dezembro do ano passado, após explosão de casos provocados pela Ômicron. Contudo, Boris afirmou que as internações estabilizaram, o que possibilitou a retirada das medidas.

O anúncio de Boris ocorre quando ele enfrenta o pior momento no governo britânico e teve a liderança contestada no parlamento. Os britânicos estão enfurecidos com uma série de festas envolvendo o primeiro-ministro na residência oficial de Downing Street durante períodos de lockdown para conter a Covid-19.

A oposição acusou Boris de usar as medidas como uma “cortina de fumaça” para as críticas que ele vem recebendo e cobrou que o primeiro-ministro apresente dados científicos que justifiquem a retirada das restrições.


Pronunciamento de Boris Johnson no Parlamento

A partir do início da quinta-feira da próxima semana (27), a certificação obrigatória de vacinação terminará.

É claro que as organizações podem optar por exigir passaporte da NHS voluntariamente, mas encerraremos o uso obrigatório da certificação do status de vacinação contra a Covid na Inglaterra.

A partir de agora, o governo não está mais pedindo às pessoas que trabalhem em casa e as pessoas devem falar com seus empregadores sobre os arranjos para retornar ao escritório.

E, analisando os dados cuidadosamente, o Gabinete concluiu que, uma vez que os regulamentos caduquem, o governo não exigirá mais o uso de máscaras faciais em nenhum lugar.

Senhor Presidente, a partir de amanhã, não exigiremos mais máscaras nas salas de aula, e o Departamento de Educação removerá em breve as orientações nacionais sobre seu uso em áreas comuns.

No país em geral, continuaremos a sugerir o uso de coberturas faciais em locais fechados ou lotados, principalmente onde você entra em contato com pessoas que normalmente não conhece.

Mas vamos confiar no julgamento do povo britânico e não criminalizar mais quem optar por não usar um.


(Com informações da Reuters)


Fonte: CNN Brasil

BLOG

MAGICTOUR