• Magictour

GOL altera modelo de cobrança e reajusta os valores para despachar bagagens

A GOL alterou o modelo de cobrança por bagagens despachadas, e também reajustou os preços praticados. Antes, o preço variava de acordo com o canal que você utilizava para comprar o serviço, sendo mais barato adquirir as bagagens por meios virtuais (website e app) do que presencialmente (nos aeroportos). Agora, o preço das peças varia de acordo com a antecedência com qual você adquire o serviço, independentemente de como a compra é feita.


Novo modelo e preços

A partir de agora, a GOL cobrará por bagagens conforme abaixo. Lembrando que as 48hrs são calculadas de acordo com o horário da decolagem, não do embarque.



Franquia de bagagem

Lembre-se que, de acordo com sua tarifa ou categoria no programa Smiles da GOL, sua franquia de bagagem pode variar.



Excesso de peso

Bagagens despachadas nos voos da GOL possuem um peso máximo de 23kg. Caso esse valor seja ultrapassado, será cobrada uma taxa por cada kg extra.

  • Em voos nacionais, cobram-se R$35,00 por kg adicional;

  • Em voos internacionais, cobram-se R$50,00 por kg adicional.

Lembrando que:

  • Em voos nacionais, nenhuma bagagem pode ultrapassar os 45kg;

  • Em voos internacionais, nenhuma bagagem pode ultrapassar os 32kg;

  • Cada passageiro pode comprar no máximo 200kg de excesso de bagagem, caso esse limite seja ultrapassado, as bagagens deverão ser despachadas como carga, por meio da GOLLOG;

  • Serão aceitas, no máximo, 5 bagagens por cliente.

Tipo de itinerário

A cobrança de bagagens será feita por trecho:

  • Em viagens de ida e volta, o cliente terá que adquirir a quantidade de bagagens desejadas separadamente. Ou seja, se você viaja com uma mala, deverá pagar R$80 na ida e R$80 no trecho da volta.

  • Em voos com conexão, a cobrança será feita apenas uma vez. Por exemplo, se você for de Belo Horizonte até Curitiba via São Paulo e estiver viajando apenas com uma mala, a GOL vai te cobrar R$80. Se a viagem for de ida e volta e você for fazer a mesma rota, mais R$80 serão cobrados.



Fonte: Passageiro de Primeira


BLOG

MAGICTOUR