• Magictour

Estados Unidos irão exigir teste negativo de viajantes internacionais

O Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC), determinou que a partir do dia 26 de janeiro será exigido um teste de COVID-19 negativo para todos os passageiros aéreos que entrarem nos Estados Unidos.


Teste antes da viagem

Os passageiros aéreos serão obrigados a fazer um teste viral dentro de 3 dias antes de seu voo para os EUA e fornecer documentação por escrito do resultado do teste de laboratório (em versão de papel ou cópia eletrônica) para a companhia aérea ou fornecer documentação de que mostre ter recuperado da COVID-19.

As companhias aéreas deverão confirmar o resultado negativo do teste para todos os passageiros ou documentação de recuperação antes de embarcar. Se um passageiro não fornecer a documentação de um teste negativo ou que mostre a recuperação da doença, ou mesmo optar por não fazer o teste, a companhia aérea deve negar o embarque ao passageiro.

Segundo o comunicado publicado no site do CDC, um teste obrigatório, combinado com as recomendações para que o passageiro faça o teste novamente 3-5 dias após a chegada e a permanência em casa por 7 dias após a viagem, ajudará a desacelerar a disseminação da COVID-19 nos EUA devido às infecções relacionadas a viagens.


Exigência do teste

Segundo o CDC, o teste antes e depois da viagem é uma camada crítica para retardar a introdução e disseminação da COVID-19. Além disso, essa estratégia é consistente com a fase atual da pandemia e ajuda a proteger a saúde dos americanos de forma mais eficiente.

O órgão ainda destacou que novas variantes do vírus SARS-CoV-2 continuam a surgir em países ao redor do mundo, e há evidências de maior transmissibilidade de algumas dessas variantes. Com os EUA já em situação de emergência, a exigência de testes para passageiros aéreos ajudará a diminuir a disseminação do vírus enquanto a vacinação acontece.


Proibição de entrada para viajantes vindos do Brasil

A nova medida não anula a medida publicada em maio que proíbe que passageiros vindos do Brasil ou que passaram pelo país nos últimos 14 dias de entrar nos Estados Unidos.


Fonte: Passageiro de Primeira


-----


De acordo com reportagem do The Wall Street Journal o governo americano deve passar a exigir teste negativo de covid-19 para todos os viajantes antes de embarcarem em um voo para os Estados Unidos. Segundo o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) a prevenção e a testagem são chaves para diminuir o número de infectados por covid-19. A nova resolução deve entrar em vigor no dia 26 de janeiro, seis dias após a posse de Joe Biden como presidente do país. A medida será válida para todos os passageiros internacionais, incluindo cidadãos americanos e residentes nos EUA. Quem testar positivo não poderá embarcar e terá de se se isolar, seguindo as recomendações médicas e das autoridades. A mutação do vírus, com mais capacidade de contaminação, estaria preocupando as autoridades americanas, que querem parar a disseminação descontrolada da doença. O CDC já recomenda (ou seja, não é uma exigência) que passageiros internacionais sejam testados de um a três dias antes da viagem de avião, e novamente depois de chegarem em casa. Os Estados Unidos já contabilizam 22,7 milhões de caso e mais de 378 mil mortes por causa da covid-19. Atualmente os brasileiros não podem entrar nos Estados Unidos em voos diretos do Brasil, apenas se tiverem residência e/ou green card ou estiverem dentro das exceções listadas pelo governo americano. Se fizer quarentena no México por 14 dias, na teoria o brasileiro pode entrar nos Estados Unidos, mas passará pelo julgamento e inspeção da imigração do país. O Brasil passou a exigir, no final de 2020, que todo viajante internacional apresente teste negativo no embarque para o País, inclusive cidadãos brasileiros.


Fonte: Passageiro de Primeira


BLOG

MAGICTOUR