• Magictour

Equador permite entrada de turistas vacinados sem teste

A partir de 22 de março, o Comitê Nacional de Operações de Emergência (COE) do Equador aprovou novas diretrizes para entrada no país por via aérea. Viajantes portadores de certificado de vacinação que comprove que receberam as doses completas da vacina para covid-19, terão entrada sem a necessidade de um teste PCR negativo.


A Resolução do COE, aprovada no dia 17 de março, também afirma que se a pessoa não tiver a respectiva vacina eles devem ter um teste PCR negativo para entrar no Equador, com validade de até três dias antes de sua chegada.


A medida anterior que permitia um prazo de até dez dias foi anulada. Outra alternativa que os viajantes terão, na ausência de um teste de PCR negativo, será apresentar um teste de antígeno negativo com o mesmo prazo de validade estabelecido para teste de PCR (validade de até três dias).


Caso o viajante não apresente um teste negativo, será possível realizar ao chegar no aeroporto do Equador e será necessário ficar na acomodação até que o resultado esteja disponível. No entanto, o governo aconselha que os viajantes façam o teste em seu país de origem, porque em caso de resultado positivo para covid-19, o mesmo deverá permanecer em quarentena por 14 dias.


As novas diretrizes também consideram os procedimentos a serem seguidos por pessoas com diagnóstico de covid-19 há mais de um mês, mas continuam com resultado positivo em seus testes de PCR. Esses casos, contanto que eles não apresentem sintomas, será concedida entrada no Equador se apresentado atestado médico garantindo boa saúde. Este documento deve ser emitido no país de origem.


Independentemente do resultado de PCR que os viajantes carregam com eles, todos devem passar por um sensor que detecta temperaturas acima de 37,5 °C. Da mesma forma, aqueles que apresentarem sintomas relacionados ao coronavírus serão avaliados pelo Ministério da Saúde Pública para determinar se há um possível contágio e a necessidade de realizar um teste rápido de antígeno. Se der positivo, a pessoa deve ficar isolada por um período de dez dias em casa ou qualquer outro tipo de acomodação escolhida. Se for negativo, os viajantes poderão continuar sua viagem.


Apenas crianças menores de dois anos de idade, viajantes em trânsito para outros países e membros da tripulação de companhias aéreas são dispensados de apresentação de certificado de vacinação, PCR negativo ou teste antígeno negativo.


GALÁPAGOS

O Comitê Nacional de Operações de Emergência (COE) do Equador também atualizou os requisitos de entrada nas ilhas Galápagos, e sim, também é possível visitar o arquipélago sem precisar de quarentena. Independentemente do país de origem, os requisitos para visitar as ilhas sem quarentena são:


Documento de identidade (carteira de identidade ou passaporte);

Passagem aérea de ida e volta;

Resultado negativo de teste de RT-PCR (Isótopo Nasal) realizado até 96 horas antes do embarque do seu voo para as ilhas. É preciso enviar os resultados sejam por e-mail para o conselho do governo de Galápagos para Galápagos de Quito pruebapcrquito@gobiernogalapagos.gob.ec ou de Guayaquil pruebapcrguayaquil@gobiernogalapagos.gob.ec, dependendo de qual visitar;

Conduta segura (salvoconducto) emitida por um operador turístico de Galápagos, Galapagos Cruise Company ou estabelecimento oficial de alojamento (Airbnb não vale).


O governo também recomenda que o turista planeje sua viagem e excursões com antecedência, para a empresa local emitir o salvoconducto com pelo menos 24 horas de antecedência.


Fonte: Panrotas

BLOG

MAGICTOUR