• Magictour

Companhias do Grupo Lufthansa proíbem máscaras comuns e só vão aceitar máscaras médicas em seus voos

Companhias aéreas do Grupo Lufthansa adotaram uma nova medida de saúde em seus voos. Agora, o cliente que estiver voando de ou para a Alemanha deverá portar consigo uma máscara facial hospitalar (FFP2 ou as máscaras KN95/N95) durante toda a operação – seja no embarque, durante o voo e na saída da aeronave. As máscaras comuns não serão mais permitidas. A medida entra em vigor no dia 1 de fevereiro.



O Grupo Lufthansa havia se tornado um dos primeiros a exigir o uso de máscara a bordo de aviões de suas companhias aéreas, no ano de 2020. Ao adaptar o regulamento, o Grupo Lufthansa está seguindo a resolução aprovada pelos governos federal e estadual na Alemanha em 19 de janeiro. Isso significa que regras se aplicam a todo o percurso da viagem.

Como antes, a isenção da obrigação de usar cobertura facial durante o voo por motivos médicos só é possível se o atestado médico for emitido em um formulário fornecido pela Lufthansa e um teste de COVID-19 negativo disponível com menos de 48 horas no início programado da viagem. Em princípio, a infecção a bordo é muito improvável, uma vez que todas as aeronaves do Grupo Lufthansa estão equipadas com filtros de ar da mais alta qualidade, que garantem uma qualidade do ar semelhante à de uma sala de cirurgia. Além disso, o ar circula verticalmente em vez de ser disperso pela cabine.

O grupo ainda disse que vai entrar em contato com seus clientes, seja via e-mail, sites e redes sociais das companhias ou outro meio de contato, para informar as mudanças e as novas exigências. Vale lembrar que a medida adotada pelas companhias é uma forma de prevenir e garantir mais segurança ao passageiro durante esses tempos de COVID-19.


Fonte: Passageiro de Primeira

BLOG

MAGICTOUR