• Magictour

Chile reabre a brasileiros vacinados em outubro; veja regras


O Chile reabre suas fronteiras a brasileiros e outros estrangeiros totalmente vacinados a partir de 1º de outubro. Todas as vacinas aplicadas no Brasil, incluindo Coronavac, são aceitas. No entanto, o Chile ainda requer uma quarentena de cinco ou sete dias em local escolhido pelo visitante (não mais em hotéis apontados pelo governo). E esta não é a única exigência do país andino.


VEJA TODAS AS EXIGÊNCIAS PARA ENTRAR NO CHILE A PARTIR DE 1º DE OUTUBRO:


- Certificado de vacinação completa emitido pelo país de origem. Todos os fármacos aceitos pela OMS são aceitos no Chile, o que inclui Pfizer, Astrazeneca, Coronavac e Janssen, as aplicadas no Brasil;


- Pelo menos 14 dias após a aplicação da segunda dose das vacinas que requerem as duas etapas;


- Quarentena: pelo menos sete dias para quem não tem o Passe de Mobilidade do Chile. O período é reduzido para cinco dias para aqueles que possuem o passe. Para obter o Passe de Mobilidade, o estrangeiro deve fazer os trâmites de validação de suas vacinas previamente no mevacuno.gob.cl;


- Durante o período de isolamento, o visitante e nenhuma outra pessoa que frequenta a mesma residência escolhida para a quarentena podem sair de casa. Em caso de descumprimento, haverá multa. Fiscais do governo poderão fazer visitas de checagem aleatórias;


- O caminho do aeroporto até o local de quarentena não pode ser feito por transporte público;


- Preenchimento obrigatório do Passaporte Sanitário obtido no site do governo;


- Ter um seguro viagem com cobertura para covid-19;


O anúncio foi feito na manhã desta quarta-feira pelo Ministério da Saúde do Chile.


Os aeroportos de Santiago, Antofagasta e Iquique serão os terminais abertos internacionalmente em princípio.


Mais de 90% dos residentes do Chile já receberam ao menos a primeira dose ou dose única de vacinas contra a covid-19. Mais de 87% dos adultos estão com a imunização completa.


Fonte: Panrotas

BLOG

MAGICTOUR