• Magictour

Canadá e Japão estudam flexibilizar restrições de viagem


Seguindo uma tendência mundial crescente, os governos canadense e japonês devem ser os próximos a anunciarem a flexibilização das restrições para entrada de estrangeiros nos países. De acordo com matéria da Forbes, o Canadá está prestes a abandonar o teste PCR negativo obrigatório pré-chegada para viajantes que possam provar que estão totalmente vacinados, enquanto o The Japan News reportou que o Japão deve permitir a entrada de viajantes corporativos e estudantes a partir de março, já que hoje não residentes não podem entrar no país.


CANADÁ

Atualmente, os visitantes do Canadá devem fornecer prova de um teste molecular negativo realizado dentro de 72 horas da partida de um voo ou chegada a uma fronteira terrestre. Mas esse requisito de teste PCR antes da chegada será descartado até o final do mês, relatou a Canadian Broadcast Corporation e outros meios de comunicação que citam altos funcionários do governo canadense.

Em uma coletiva de imprensa na sexta-feira (11), o ministro da Saúde do Canadá, Jean-Yves Duclos, disse a repórteres que o pior da última onda de covid-19 está agora para atrás, e o governo “continuará a ajustar” as medidas de acordo e “deve ser capaz de comunicar mudanças na semana que vem”. A diretora de Saúde Pública, Dra. Theresa Tam, confirmou que as restrições de viagem do país estão sendo avaliadas.

No início da semana passada, funcionários das companhias aéreas Air Canada e WestJet e do Aeroporto Internacional Toronto Pearson escreveram uma carta aberta às autoridades de saúde canadenses pedindo que os requisitos de teste de chegada fossem suspensos para viajantes vacinados.


JAPÃO

A regulamentação do Japão em vigor proíbe, em princípio, a entrada de estrangeiros não residentes, com o objetivo de evitar a propagação da variante ômicron. De acordo com o portal The Japan News, o governo japonês vem discutindo se deve estender esses controles ou não, que devem permanecer em vigor até o final deste mês.

Houve pedidos da comunidade empresarial e dos partidos no poder para que as regras sejam relaxadas, e o governo provavelmente concluiu que a necessidade de medidas estritas de controle de fronteira diminuiu devido à nova cepa já ter se tornado dominante entre os casos de infecção doméstica.

O limite superior de entradas no Japão é de cerca de 3,5 mil por dia, mas o governo planeja aumentar gradualmente esse número para cerca de 5 mil. Espera-se que o Japão anuncie sua mudança de política até o final desta semana após examinar a atual situação de infecção.


Fonte: Panrotas

BLOG

MAGICTOUR