• Magictour

Argentina: exigências e orientações para visitar o país

Passaporte ou RG válidos, teste PCR negativo com até 72 horas de antecedência do embarque, formulário eletrônico juramentado, um seguro viagem que conte com a cobertura para covid-19 e um período de estada máximo de dez dias. É isso que o brasileiro precisa cumprir para entrar na Argentina hoje, depois da abertura das fronteiras aéreas do país para seus vizinhos limítrofes, em 31 de outubro.

Wikicommons . Maioria dos bares e restaurantes de Puerto Madero está aberta com mesas externas e internas

Chancelado pelo selo Safe Travels do WTTC, o país começa a receber visitantes do Brasil, ainda restritos a Buenos Aires e região metropolitana. Outra informação essencial: o transporte público não está conduzindo turistas e os táxis estão limitando a dois passageiros por viagem, tal como os transportes por aplicativo.

"No mais, quase tudo o que o brasileiro gosta de fazer em Buenos Aires já é permitido", garante o diretor do Inprotur, Ricardo Sosa, em entrevista ao Portal PANROTAS. "A maioria dos bares e restaurantes está aberta com mesas na parte externa e restrita a 25% de sua capacidade máxima nos salões, os receptivos retomaram as atividades e têm seus protocolos, novos circuitos para pedestres estão ativos, museus e feiras de artesanato retornaram, os principais hotéis (mais de 40) estão abertos... Não faltam atividades de cultura e compras", completa o diretor.


Ricardo Sosa - diretor executivo do Inprotur, órgão de promoção do Turismo da Argentina - diz que está em contato direto com agentes, operadores e Braztoa para facilitar o fluxo de informações. "O trade precisa de informação. Mostrar que não está nada difícil entrar na Argentina hoje e estamos dispostos a ajudar. Os brasileiros querem voltar a viajar internacionalmente e a Argentina é novamente uma excelente oportunidade."


O Inprotur também revela diálogo estreito com as principais companhias aéreas que ligam a Argentina aos seus vizinhos de fronteiras, dentre as quais Latam, Gol e Azul. A Latam é a única brasileiro que já voltou, mas a ligação entre os países também é feita por Aerolíneas Argentinas, Turkish e Ethiopian. Sosa ressalta que não faltam esforços em coordenação público-privada para a retomada do Turismo argentino, a exemplo do que recomenda o WTTC.


Por falar em WTTC, a entidade divulgou hoje que mais cinco províncias argentinas, além de Buenos Aires, foram carimbadas com o selo internacional de segurança: Santiago del Estero, Catamarca, Córdoba, Santa Cruz e Misiones. Há um otimismo na reabertura destes importantes destinos, mas primeiramente tem de prevalecer a responsabilidade, afirma Sosa.


"Esta é mais uma mensagem de segurança sanitária ao mundo, mas temos de ter consciência e responsabilidade, pois são apenas dez dias desde nossa abertura. Ao longo do tempo as autoridades vão avaliar novas liberações e outras maneiras de se chegar a esses destinos. É importante ressaltar que esses destinos já estão abertos para viajantes das próprias províncias. O próximo passo será doméstico e depois internacional. O selo WTTC não garante um destino livre de covid-19, e sim um destino onde as empresas, a comunidade e o setor público têm protocolos alinhados, têm trocas de informações quase diárias. É também um sinal ao mundo todo de nossos esforços."


LEIA NA ÍNTEGRA AS REGRAS E ORIENTAÇÕES DO TURISMO DA ARGENTINA AOS VISITANTES DE PAÍSES LIMÍTROFES

Fonte: Argentina Travel


A medida vigora a partir do mês de novembro e envolve os viajantes do Brasil, do Chile, do Uruguai, do Paraguai e da Bolívia. Nesta primeira etapa só será possível voar a Buenos Aires e permanecer na área metropolitana da capital argentina.


- Não haverá necessidade de quarentena para os turistas que ingressarem ao país.

- Para a entrada e saída do país os viajantes deverão apresentar a Declaración Jurada Electrónica (Termo de Compromisso) dentro das 48 horas anteriores ao embarque, teste PCR negativo realizado até 72 horas antes e um seguro médico que inclua internação e isolamento por COVID-19.

- As pessoas com mais de 70 anos de idade ficam excluídas da obrigatoriedade de preencher o Termo de Compromisso de forma eletrônica.

- A entrada e saída do país serão pelas seguintes terminais: Aeroporto Internacional Ministro Pistarini de Ezeiza, Estado de Buenos Aires, Aeroporto Internacional San Fernando, Estado de Buenos Aires, e pelo Porto da Cidade Autônoma de Buenos Aires (Terminal Buquebus. Será para os turistas argentinos ou com residência na Argentina, e para uruguaios ou pessoas com residência no Uruguai).

- Os turistas que entrarem no país só poderão permanecer na Área Metropolitana de Buenos Aires (AMBA). Essa área abrange a Cidade Autônoma de Buenos Aires e 35 distritos do Estado de Buenos Aires, próximos à capital argentina: Almirante Brown, Avellaneda, Berazategui, Berisso, Ensenada, Escobar, Esteban Echeverría, Ezeiza, Florencio Varela, General Las Heras, General Rodríguez, General San Martín, Hurlingham, Ituzaingó, José C. Paz, La Matanza, Lanús, La Plata, Lomas de Zamora, Luján, Marcos Paz, Malvinas Argentinas, Moreno, Merlo, Morón, Pilar, Presidente Perón, Quilmes, San Fernando, San Isidro, San Miguel, San Vicente, Tigre, Tres de Febrero e Vicente López.

- Os turistas poderão se hospedar em hotéis, realizar passeios ao ar livre, visitar museus e galerias de arte, ir a feiras artesanais, fazer compras em shoppings e centros comerciais a céu aberto, comer em churrascarias e demais estabelecimentos gastronômicos ao ar livre ou no salão (limite de 25% da capacidade e é preciso fazer reserva), entre outras atividades.

- A Argentina obteve o Selo Safe Travels do WTTC, que a define como DESTINO SEGURO.

- Desde o início as autoridades nacionais trabalharam nas medidas de prevenção. Algumas delas são: Distanciamento social: manter-se a dois metros de distância de outras pessoas / Uso de máscara de proteção facial para circular na rua / Lavagem frequente das mãos com água e sabão ou álcool em gel / Tossir ou espirrar na parte interna do cotovelo ou utilizar lenços descartáveis / Não tocar o rosto com as mãos / Desinfecção dos objetos que se usam com frequência.


Fonte: Panrotas

BLOG

MAGICTOUR

Magictour

Rua Teopompo Vasconcelos, 397

Vila Ady-Anna - São José dos Campos - SP

Como chegar

comercial@magictour.com.br

Tel: 12 2136-7600

waze (2).png
google (1).png